fbpx

Nosso Blog

Meu leite é fraco?

Esse é um questionamento muito comum entre a lactantes (mulheres que amamentam). Mas não existe leite fraco. Todas as mulheres são capazes de produzir o leite que seus bebês necessitam com todos os nutrientes necessários para o desenvolvimento correto do organismo da criança.

Para começar vamos entender como funciona a produção de leite materno.

Nos primeiros dias após o nascimento, o corpo libera o colostro que é rico em fatores de defesa. Seu aspecto é viscoso e de cor amarelada. A mulher poderá notar que seu leite está com aspecto diferente. Ele pode parecer mais fraco, mas ao contrário: é fundamental para o fortalecimento da imunidade do bebê.

Após a apojadura (descida do leite) o leite materno precisa ser estimulado para ser produzido.

Quando o bebê mama o hormônio ocitocina que é responsável pela produção de leite, é liberado. Então, quanto mais mama maior a produção de leite.

Deixar que o bebê esvazie a mama é fundamental. Quando mais vazia maior a produção do leite “gorduroso” da próxima mamada. Aumentando assim o ganho de peso.

Para que o leite materno cumpra adequadamente esta função, a mulher precisa se alimentar adequadamente. Restrições alimentares da mulher e dieta desequilibrada podem prejudicar a composição do leite materno. Sendo assim, o segredo está na alimentação da mãe.

A mulher deve manter, durante o período de amamentação, uma dieta rica em verduras, frutas e legumes, bem como leite e derivados. É importante que tudo seja ingerido de forma equilibrada. Alimentos que devem ser evitados são aqueles com baixo índice de nutrientes, como frituras, refrigerantes, embutidos. O consumo de água é de extrema importância para o sucesso na amamentação.

Existem alguns fatores que podem gerar a dúvida se existe leite materno fraco. Alguns deles incluem:

Pega errada na amamentação – Na pega errada o bebê coloca apenas o bico do seio na boca, por causa disso, ele não consegue sugar muito leite. Isso faz com que a mãe ache que existe leite materno fraco, pois o bebê precisa mamar o tempo todo, fica irritado porque não consegue sugar o leite que precisa.

Leite materno é mais leve – Outro fator que pode fazer a mãe desconfiar do leite é quando o bebê quer mamar em um intervalo curto de tempo. Mas a explicação para isso é que: a digestão do leite materno é mais rápida que a do leite de vaca – aqueles, de fórmula infantil. Por isso as mamadas são constantes.

Choro Frequente – É certo que os bebês não nascem falando, portanto nos primeiros meses o choro é a única forma dele se comunicar. O bebê quer mamar a toda hora porque para ele é tudo novo e não porque existe leite materno fraco. Ele se cansa, para, dorme e, como não mamou tudo o que podia, pede novamente chorando.

Existem alguns fatores que influenciam na produção de leite e aqui alguns dos principais que dificultam produção do leite:

  • a pega incorreta;
  • mamadas curtas;
  • ausência de mamadas noturnas;
  • uso de bicos artificiais;
  • anatomia das mamas;
  • anatomia da boca;
  • outros fatores do bebê entre outras situações.

Como Saber se o Leite Materno Está Sustentando o Bebê?

Para ter certeza de que não existe leite materno fraco e que a quantidade mamada está sendo ideal para o bebê, observe alguns pontos:

  • Cor das fezes
  • Número e quantidade de fezes
  • Cor da urina
  • Quantidade de urina e número de fraldas molhadas
  • Peso e altura do bebê
  • Padrões de sono do bebê

O Que Fazer Para Aumentar o Leite Materno?

Algumas ações podem aumentar o volume de leite para seu bebê, são elas:

  • Amamente em livre demanda;
  • Faça massagem nos seios embaixo do chuveiro, a água quente estimula a produção de leite
  • Beba bastante água, chás e sucos naturais;
  • Retire o leite entre uma mamada e outra, o constante esvaziamento das mamas faz o cérebro mandar informações para aumentar a fabricação de leite;
  • Mantenha uma alimentação equilibrada;
  • Durma o quanto for possível;
  • Não se estresse. Ansiedade e estresse diminuem a produção de leite.

Uma consultoria em amamentação seja ela preventiva ou emergencial, certamente trará grandes benéficos a lactante e ao bebê.

Procure uma consultora em amamentação.

Está gostando do conteúdo? Compartilhe!

Share on facebook
Share on linkedin
Share on whatsapp
Entre em Contato
Instagram